|

Daniela Mercury e OSBA sob regência de Carlos Prazeres, na estreia do projeto Villa-Lobos em Movimento / Divulgação

| Villa-Lobos por Daniela Mercury: concerto gratuito na quinta (6), na Sala São Paulo

05/04/2017 - Por Equipe Tutti

Com a participação José Staneck e regência de Carlos Prazeres, a Orquestra Sinfônica Heliópolis se apresenta no projeto itinerante em sua passagem por São Paulo

 

A Sala São Paulo recebe nessa quinta o encontro da Orquestra Sinfôncia Heliópolis com a cantora mais do que popular Daniela Mercury e o gaitista José Staneck para celebrar Heitor Villa-Lobos. O programa tem desde alguns trechos muito famosos das Bachianas – o Prelúdio da n. 4O Trenzinho do Caipira, da Bachiana no.2 –  até canções folclóricas e populares que Villa recriou com seus arranjos.

A regência é de Carlos Prazeres, titular da Sinfônica da Bahia e que considera a mistura de clássico e popular uma parte essencial da alma do brasileiro.

– Essa mistura o Villa fazia: ele era um chorão e inseriu o choro nas suas partituras clássicas; compôs um concerto pra um instrumento que é absolutamente atípico na orquestra clássica, que é a harmônica.. Viver no Brasil e não se misturar com a nossa riquíssima música popular é uma coisa difícil de acontecer. Aqui, é a música popular que está sendo convidada para o ambiente da música de concerto para jogar na nossa quadra.

Os arranjos são de Alexandre Caldi. Daniela Mercury, que já estava na estreia do projeto – em Salvador, em novembro de 2016 – não é uma estranha à obra de Villa, conta o regente.

Precisávamos de alguém que fizesse a ponte entre a música clássica e a popular. Daniela já fez aula de canto lírico, tem uma noção perfeita do que é cantar com uma orquestra, dos gestos de um maestro. E como é um projeto itinerante, o encontro entre maestro-artista-orquestra tem que se dar de maneira muito rápida, com um excelente artista, em total domínio de palco . E ela já fazia algumas coisas dele, como as Bachianas.

O ambiente também ganhou um estímulo popular, com projeções e intervenções em videomapping do catalão Alvaro Uña, em sincronia com o concerto. Uña assinou projetos para os shows de Marisa Monte, Los Hermanos e Paralamas do Sucesso, entre outros.

Prazeres lembra que o projeto tem, em cada cidade, uma nova orquestra. Em São Paulo, a Sinfônica de Heliópolis cumpre o duplo papel de fazer essa interação popular e erudito e representar o peso dos projetos sociais na educação musical e formação de novos artistas.

– A música de concerto, para muita gente deveria ser um privilégio de uma elite, de pessoas mais velhas, brancas, com dinheiro – aponta Prazeres. – Mas eu vejo diferente: música de concerto pode atingir sensorialmente qualquer faixa etária, qualquer classe social, e não deve ser privilégio de uma minoria. Esse resgate forma pessoas melhores; ouvir música de concerto nos faz olhar pra dentro da gente. É uma música desprovida de um componente mercadológico, que vai direto no seu âmago, vai direto na sua alma.

 

SERVIÇO

Ministério da Cultura e EMS apresentam:

VILLA-LOBOS EM MOVIMENTO com

Orquestra Sinfônica Heliópolis

Solistas: Daniela Mercury (voz) e José Staneck (gaita)

Regência: Carlos Prazeres

Programa

Heitor VILLA-LOBOS

Bachianas Brasileiras nº 2: Tocata – O Trenzinho do Caipira
Bachianas Brasileiras nº 4: Prelúdio
O canto do Cisne Negro para Cello e Harpa, do poema “O Naufrágio de Kleonikos”

Johann Sebastian BACH

Cantata nº 156 – Ich Steh’ Mit Einem Fuss Im Grabe: Sinfonia

Heitor VILLA-LOBOS

Danças Características Africanas para Harmônica Concertante, Flauta, Clarineta e Cordas
Canção do Amor / Se essa rua fosse minha
Bachianas Brasileiras nº 5: Ária
Trenzinho do Caipira
Melodia Sentimental

 

SALA SÃO PAULO: Praça Júlio Prestes, nº 16, São Paulo, SP

Concerto VILLA-LOBOS EM MOVIMENTO: 6 de abril, quinta-feira, 20h

INGRESSOS: Entrada Gratuita. Retirada de ingressos a partir de 03 de abril, na bilheteria da Sala São Paulo.

INFORMAÇÕES: Tel.: (11) 3367-9500 – Sala São Paulo.