|

Paulo Szot em 'Così Fan Tutte', de Mozart, em montagem de Paris

| Terceira edição do Festival Ópera na Tela começa dia 28/10 no Parque Lage, no Rio

26/10/2017 - Por Luciana Medeiros

São 12 títulos inéditos no Brasil, que serão exibidos até 8 de novembro ao ar livre e,em seguida, nos cinemas até outubro de 2018

 

O casarão do Parque Lage, no bairro carioca do Jardim Botânico, foi construído nos anos 1920 como presente de casamento do industrial Henrique Lage para uma diva da ópera, a italiana Gabriela Bezansoni. Desde 2015, vem sediando também o Festival Ópera na Tela, uma maratona de projeções de montagens líricas – a grande maioria, inéditas no Brasil.

Esse ano, o Festival estreia dia 18 de outubro e traz, até dia 8 de novembro, 12 óperas, com destaques para a Tetralogia do Anel, de Wagner, com regência de Zubin Mehta e a realização da elogiada e provocadora companhia catalã Fura Del Baus, além de uma quase simultaneidade de exibição no palco e na tela da montagem de Don Carlos, na Ópera da Bastilha, tendo à frente o tenor mais celebrado do planeta na atualidade: Jonas Kauffmann.

– Estamos muito felizes com o resultado – afirma o produtor Christian Boudier, da Bonfilm. – Somamos um público de 180 mil pessoas ano passado, no Parque Lage e nos cinemas. E esse ano trazemos títulos muito queridos, como La Bohème e Carmen.

Ano passado, o tenor brasileiro Atalla Ayan apareceu na tela como protagonista de uma Traviata; esse ano, o brasileito do evento é o barítono Paulo Szot, maior nome atual da cena lírica brasileira no exterior. Ele é Don Alfonso em na Così Fan Tutte do Palais Garnier, que esteve em cartaz até o meio de outubro.

O Festival também sai da tela, com um recital da soprano sul-africana Pumeza Matshikiza na Sala Cecilia Meireles, que vem ao Brasil pela primeira vez. Uma masterclasse com o técnico vocal francês Raphaël Sikorski também faz parte da programação, encerrada com um recital gratuito e aberto ao público no dia 31/10 no auditório do Instituto Italiano de Cultura.

Veja abaixo o serviço r[e toda a programação.

Serviço:

Festival ÓPERA NA TELA – de 28 de outubro a 8 de novembro /Horário: 19h30

Local: Parque Lage – R. Jardim Botânico, 414 – Jardim Botânico Capacidade: 400 lugares

Ingressos: R$24 (inteira) e R$12,50 (meia), vendidos antecipadamente pelos sites  www.operanatela.com e https://www.bilheteriadigital.com/ Meia-entrada de acordo com a lei vigente para a classe artística e clientes Philos TV. Gratuidade às segundas

Classificação indicativa: Livre ou 14 anos, dependendo da obra.

informações: (21) 2557-6717

Patrocínio Master: Sofitel Hotels & Resorts

Patrocínio: Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, Lei de Incentivo à Cultura, EDF Norte Fluminense, Edenred e Ticket

Copatrocínio: BNP Paribas, Med Rio Check-up

Apoio Institucional:Embaixada da França no Brasil, Institut Français, Aliança Francesa Brasil, EAV- Parque Lage, Consulado da Alemanha no Rio de Janeiro, Instituto Italiano de Cultura

 

PROGRAMAÇÃO DO FESTIVAL NO PARQUE LAGE

(Oito filmes + Maratona da tetralogia de Wagner “O ANEL DO NIBELUNGO ” integral, dividida em quatro dias)

  • Sábado 28/10 – LA BOHÈME

Teatro Antigo de Taormina – 2017
Ópera em quatro atos de Giacomo Puccini
Libreto de Luigi Illica & Giuseppe Giacosa
Cantada em italiano
Duração: 2h14
Maestro Li Xincao
Diretor Enrico Castiglione
Figurino Sonia Cammarata
Orquestra e Coro do Festival de Ópera de Taormina
Distribuição no Brasil: Bonfilm
Elenco: Karen Gardeazabal, Georgy Vasiliev, Bing Bing Wang, Fabio Capitanucci, Francesco Baiocchi, Stanislav Chernenkov
Trailer


Sinopse; A história se passa nos subúrbios de Paris em 1830, onde o poeta Rodolfo e a pobre costureira Mimi vivem uma intensa paixão. O romance é acompanhando pelos amigos boêmios do jovem artista: o filósofo Colline, o músico Schaunard e o pintor, Marcello. A obra é um envolvente retrato da classe operária da época.

  • Domingo 29/10: OS CONTOS DE HOFFMANN

Ópera Nacional de Paris – 2016
Ópera fantastique em um prólogo, três atos e um epílogo de Jacques Offenbach
Libreto de Jules Barbier
Cantada em francês
Duração: 3h25 com 2 intervalos
Maestro Philippe Jordan
Figurino Michael Levine
Diretor Robert Carsen
Orquestra e Coro da Ópera Nacional de Paris
Distribuição no Brasil: Bonfilm
Elenco: Nadine Koutcher, Ramón Vargas, Ermonela Jaho,  Stéphanie d’Oustrac, Doris Soffel, Rodolphe Briand
Trailer 


Sinopse: Relato das decepções amorosas do poeta alemão Hoffmann, narrador e herói. Três épocas, três paixões, três mulheres : Olympia, Antonia e Giulietta : cada uma das histórias é contrariada pela intervenção destruidora de um único personagem maléfico.

  • Segunda-feira 30/10DON GIOVANNI

Festival de Aix en Provence
Drama giocoso em dois atos de Wolfgang Amadeus Mozart
Libreto de Lorenzo da Ponte
Cantada em italiano
Festival Aix en Provence
Duração: 3h10 com um intervalo
Maestro JEREMIE RHORER
Diretor JEAN-FRANÇOIS SIVADIER
Elenco: Philippe Sly, Nahuel di Pierro, Eleonora Buratto, Pavol Breslik, Isabel Leonard, Julie Fuchs
Sinopse: Don Giovanni, sedutor libertino, ajudado por seu criado e cúmplice Leporello, realiza muitas conquistas femininas, depois as abandona. Ele chega a forçar Donna Anna e a matar O Comendador, pai dela, num duelo. Para escapar da ira dos seus números perseguidores, Don Giovanni obriga seu criado a se travestir para trocarem de identidade, mas ele terá que responder por seus atos diante do fantasma do Comendador.

  • Terça-feira 31/10 – CARMEN

Festival Aix en Provence
Ópera cômica em quatro atos de Georges Bizet
Libreto de Henri Meilhac e Ludovic Halévy
Cantada em francês
Festival Aix en Provence
Duraçao: 3h05 com 1 intervalo
Maestro Pablo Heras-Casado
Direçao Dmitri Tcherniakov
Elenco: Stéphanie d’Oustrac, Michael Fabiano, Elsa Dreisig, Michael Todd Simpson, Gabrielle Philiponet, Virginie Verrez
Sinopse: Uma terapia experimental, praticada sob a forma teatral, deve ajudar um homem que não tem mais gosto por nada a recuperar emoções e impulsos. O tema proposto: a história de Carmen. O homem deve fingir ser Don José, sua esposa toma a identidade de Micaela, e atores profissionais endossam todas as outras personalidades, entre elas a de Carmen. Inicialmente irritado, o homem entra no jogo e se “torna” Don José, até perder a cabeça.

  • Quarta-feira 1/11 – UM BAILE DE MÁSCARAS

Ópera do Estado da Bavaria – 2016
Melodrama em três atos de Giuseppi Verdi
Libreto Antonio Somma
Cantada em italiano
Duração: 2h25
Maestro Zubin Mehta
Diretor Johannes Erath
Coro e orquestra da Ópera do Estado da Bavaria
Distribuição no Brasil: Bonfilm
Elenco: Piotr Beczala, George Petean , Anja Harteros, Okka von der Damerau, Sofia Fomina, Andrea Borghini, Anatoli Sivko.
Trailer


Sinopse: O governador Riccardo, Conde de Warwick, analisa em companhia do seu escudeiro e secretário Oscar a lista dos convidados para o baile de máscaras que ele dará em breve, entre os quais está a mulher que ele ama, Amelia, esposa do seu amigo Renato, o mesmo que o alertou de um complô fomentado contra ele e no qual Riccardo não acredita.

  • Quinta-feira 2/11 (FERIADO) – O ANEL DO NIBELUNGO/ O OURO DO RENO – PALÁCIO DAS ARTES DE VALÊNCIA

Direção  La Fura Dels Baus – Carlus Padrissa
Direção Musical  Zubin Mehta
Orquestra da Comunitat Valenciana
Coro da Generalitat Valenciana
Maestro de Coro Francesc Perales
Elenco
Jukka Rasilainen, Hans-Joachim Ketelsen, José Ferrero, Robert Brubaker, Attila Jun, Stephen Bronk, Gordon Hawkins, Wolfgang Schmidt
Sinopse: Quatro dramas líricos compõem esse ciclo: O Ouro do Reno (1869), A Walkíria (1870), Siegfried e O Crepúsculo dos deuses  (1876).  Em Ouro do Reno, Alberich, anão originário dos Nibelungos, tira das Filhas do Reno seu inestimável tesouro. Com esse ouro, ele forja um anel que submete os seres à sua vontade e um elmo que permite todas as metamorfoses. Mas Wotan, o mais poderoso dos deuses, e Fafner, o gigante, vão conseguir tomar posse desse tesouro, que está ligado a uma terrível maldição.
Os deuses, suas virgems guerreiras (as Walkírias), os homens, a violência, a inocência, a calma da natureza, o amor e a traições se misturam nesses três dias seguintes, conduzindo ao Crespúsculo dos Deuses, quando as Filhas do Reno recuperam a posse do anel.
Consagrada com sete prêmios internacionais, entre eles o Franco Abbiati Prize Musicale Italiana della Critica e o ICMA-International Classical Music Awards 2011 – com um júri composto de críticos de 10 países diferentes – essa produção, sem dúvida, é a que mais se aproxima do conceito de « arte total » que caracteriza a ópera segundo Wagner.

  • Sexta-feira 3/11 – O ANEL DO NIBELUNGO/ A VALQUÍRIA – PALÁCIO DAS ARTES DE VALÊNCIA

Direção La Fura Dels Baus – Carlus Padrissa
Direção Musical  Zubin Mehta
Orquestra da Comunitat Valenciana
Coro da Generalitat Valenciana
Maestro de Coro Francesc Perales
Elenco:  Jennifer Wilson, Torsten Kerl, Eva-Maria Westbroek, Juha Uusitalo, Matti Salminen, Anna Larsson, Bernadette Flaitz.

  • Sábado 4/11 – A FLAUTA MÁGICA

Teatro Alla Scala de Milão – 2016
Ópera em dois atos de Wolfgang Amadeus Mozart
Libreto Emmanuel Schikaneder
Cantada em alemão
Duração 2h53
Maestro Ádám Fischer
Figurino Anna Maria Heinreich
Diretor Peter Stein
Diretor de coro Johannes Stecher
Coro, solistas e orquestra da Academia do Teatro Alla Scala
Distribuição no Brasil: Bonfilm
Elenco: Till Von Orlowsky, Martin Piskorski, Fatma Said, Yasmin Özkan, Martin Summer, Sascha Emanuel Kramer, Theresa Zisser
Trailer


Sinopse: A Rainha da Noite dá a missão ao príncipe Tamino de salvar sua filha Pamina, prisioneira de Sarastro, grande sacerdote de Isis e Osiris. Tamino deverá enfrentar muitas provações – manter o silêncio, atravessar a água e o fogo – antes de ser iniciado ao culto sagrado e encontrar Pamina.

  • Domingo 5/11A DONZELA DA NEVE

Ópera Nacional de Paris – 2016
Ópera em um prólogo e quatro atos de Nikolaï Rimski-Korsakov
Libreto Nikolaï Rimski-Korsakov
Cantada em russo
Duração : 3h25 com 1 intervalo
Maestro Mikhail Tatarnikov
Direção Dmitri Tcherniakov
Orquestra e coro da Ópera Nacional de Paris
Distribuição no Brasil: Bonfilm
Elenco: Aida Garifullina , Yuriy Mynenko, Martina Serafin, Ramón Vargas, Thomas Johannes Mayer, Ekaterina Semenchuk, Vladimir Ognovenko
Trailer


Sinopse: Em tempos imemoriais, no fabuloso reino do Tsar Berendei, nasceu A Donzela da Neve, fruto dos amores da Fada Primavera e do Pai Geada. Protegida pelos pais da inveja do deus sol Yarilo, que prometeu aquecer o coração dela quando, ao se tornar adulta, se apaixonasse, A Donzela da Neve é entregue ao Espírito da Floresta.

    • Segunda-feira 6/11 – O ANEL DO NIBELUNGO/ SIEGFRIED – PALÁCIO DAS ARTES DE VALÊNCIA

Direção La Fura Dels Baus – Carlus Padrissa
Direção Musical  Zubin Mehta
Orquestra da Comunitat Valenciana
Coro da Generalitat Valenciana
Maestro de Coro Francesc Perales
Elenco: Lance Ryan, Jennifer Wilson, Juha Uusitalo, Ulrich Ress, Franz-Josef Kapellmann, Catherine Wyn-Rogers, Stephen Milling, Chen Reiss

      • Terça-feira 7/11 – O ANEL DO NIBELUNGO/ O CREPÚSCULO DOS DEUSES – PALÁCIO DAS ARTES DE VALÊNCIA

Direção La Fura Dels Baus – Carlus Padrissa
Direção Musical  Zubin Mehta
Orquestra da Comunitat Valenciana
coro da Generalitat Valenciana
Maestro de Coro Francesc Perales
Elenco: Lance Ryan, Ralf Lukas, Franz-Josef Kapellmann, Mattil Saminen, Jennifer Wilson, Elisabete Matos, Catherine Wyn-Rogers

      • Quarta-feira 8/11DON CARLOS

Ópera Nacional de Paris -2017
Grand-opéra em cinco atos de Giuseppe Verdi
Libreto Joseph Méry e Camille Du Locle
Cantada em francês
Duração 4h50 com dois intervalos
Maestro Philippe Jordan
Diretor Krzysztof Warlikowski
Diretor coro José Luis Basso
Orquestra e coro da Ópera Nacional de Paris
Distribuição no Brasil: Bonfilm
Elenco: Jonas Kaufmann, Ildar Abdrazakov, Sonya Yoncheva, Elīna Garanča, Ludovic Tézier
Sinopse: O infante Don Carlos e Elisabeth de Valois, primeiro prometidos um ao outro, veem seu amor se tornar impossível após um novo projeto de casamento da jovem com Philippe II, o próprio pai do infante. Don Carlos, desesperado com essa nova aliança política se abre com seu amigo, o marquês de Posa. Mas Posa, para estupefação geral, toma partido de Philippe II.