|

| Semana do Cravo 2017 acontece no Rio de 6 a 8 de novembro

03/11/2017 - Por Luciana Medeiros

Criada e coordenada por Marcelo Fagerlande, o encontro reúne, pelo 14o. ano consecutivo, músicos, professores, estudantes e interessados no instrumento, com debates e concertos

 

A Semana do Cravo, criada em 2004 por Marcelo Fagerlande, chega à sua 14ª edição como único evento do gênero no país. De 6 a 8 de novembro, a Escola de Música da UFRJ reúne músicos e professores para concertos, debates e apresentação de trabalhos acadêmicos.

– São 14 anos ininterruptos – reforça Fagerlande. – Nós trocamos pesquisas sobre cravo e instrumentos afins, como flauta doce e canto, nesse ano.

Manter a regularidade do evento tem sido um desafio, especialmente nos últimos anos. As edições mais recentes não tiveram patrocínio algum.

– Já tivemos apoio antes. Tem sido uma loucura trabalhar sem nenhum apoio financeiro, reunindo 30 cravistas do Brasil todo num período de crise – admite ele. – Mas a gente conta com o amor pelo cravo, a paixão por divulgar esse instrumento.

Helena Jank

Cada edição elege um homenageado – ano passado, Roberto de Regina recebeu os aplausos pelos seus 90 anos. Esse ano, Helena Jank é a figura central.

– Helena criou o primeiro curso de bacharelado de cravo no Brasil, em Campinas, em 1986, e é uma grande cravista, que gravou as Variações Goldberg e tem seu nome ligado a Bach – lembra Marcelo. – Por muito tempo foi o único curso superior do instrumento no Brasil; depois, criei o da UFRJ e foi aberto outro bacharelado na Federal de Pernambuco. Em breve, e isso é um dos assuntos do encontro de 2017, teremos o curso na Federal de Juiz de Fora.

A discussão do currículo desse novo curso está entre os assuntos da semana. Outras pesquisas apresentadas tratam de um leque variado, como os construtores de cravo na França oitocentista e as cravistas em Recife.

– São assuntos apaixonantes. O cravo é em geral associado aos períodos barroco e renascentista, mas nessa edição teremos, por exemplo, um concerto de um jovem de Brasília tocando peça contemporânea de um autor holandês e uma obra própria. O cravo está apto a tocar qualquer peça composta por quem entenda o instrumento – garante.

Abaixo, a programação da Semana do Cravo 2017. Todos os eventos têm entrada gratuita e liberada ao público.

XIV SEMANA DO CRAVO – de 6 a 8 de novembro de 2017

Escola de Música da UFRJ – PPGM / PROMUS

Rua do Passeio 98, Centro, Rio de Janeiro –  tel (21) 2240-1391     www.musica.ufrj.br

 Dia 6 de novembro, segunda-feira, Sala da Congregação (EM/UFRJ)

 14h – Mesa-redonda de Abertura

Tema: “Transcrições”

Apresentação do Cd “Originais e transcrições” / Prof. Carlos Alberto Figueiredo (UNIRIO) / Profa. Ana Cecilia Tavares (CEP-Escola de Música de Brasília) / Prof. Marcelo Fagerlande (Escola de Música da UFRJ)

Mediador: Prof. Paulo Peloso (Escola de Música da UFRJ)

18h – Recital de alunos dos cursos profissionalizante, de graduação e pós-graduação das seguintes instituições: Escola de Música/UFRJ, Escola de Música de Brasília (CEP-EMB), UNICAMP, UFPE, UFJF.

Dia 7 de novembro, terça-feira, Sala da Congregação (EM/UFRJ)

13h – Ensino de cravo para crianças e adolescentes

Apresentação dos alunos do curso de extensão da Escola de Música da UFRJ, com comentários da Profa. Clara Albuquerque (Escola de Música da UFRJ)

 14h – Mesa-redonda

Tema: “Reflexões sobre aspectos históricos e pedagógicos do cravo e da flauta doce”

Profa. Mayra Pereira (UFJF) / Profa.  Luciana Camara (UFPE) / Profa. Patricia Michelini (Escola de Música da UFRJ) / Mediador:  Prof. Eduardo Antonello (Escola de Música da UFRJ)

18h – Recital de alunos dos cursos profissionalizante, de graduação e pós-graduação das seguintes instituições: Escola de Música/UFRJ, Escola de Música de Brasília (CEP-EMB), UNICAMP, UFPE, UFJF.

Dia 8 de novembro, quarta-feira, Sala da Congregação (EM/UFRJ)

10h – Mesa-redonda

Tema: “Reflexões sobre instrumentos de teclado, seus instrumentistas e o canto”

Profa. Maria Aida Barroso (UFPE) / Profa. Veruschka Mainhard (Escola de Música da UFRJ) / Prof. Erasmo Estrada (pesquisador independente) / Mediador:  Profa. Clara Albuquerque (Escola de Música da UFRJ)

14h –  Mesa-redonda

Tema: “Homenagem a Helena Jank – sua trajetória como cravista, professora e pesquisadora”

Profa. Rosana Lanzelotte (Instituto Musica Brasilis) / Prof. Cesar Ghidini (luthier de instrumentos de teclado, São Paulo) / Prof. Pedro Persone (UFSM) – participação através de vídeo / Prof. Marcos Holler (UDESC) – participação através de vídeo / Com a presença da Profa. Helena Jank (UNICAMP)

Mediador: Prof. Marcelo Fagerlande (Escola de Música da UFRJ)

18h: Recital de alunos dos cursos profissionalizante, de graduação e pós-graduação das seguintes instituições: Escola de Música/UFRJ, Escola de Música de Brasília (CEP-EMB), UNICAMP, UFPE, UFJF.