|

| Bom humor, alegria e informação na Sala de Música da Cecília Meireles

22/03/2017

O projeto estreia sua edição 2017 no dia 24. Diretor da casa, o pianista Jean Louis Steuerman e a coordenadora pedagógica do Projeto Sala de Música apontam a importância desta ação

“Os concertos didáticos aproximam nossos jovens desse tesouro que é a música – sem dúvida, a linguagem mais sofisticada que o homem criou para descrever suas emoções”.

Jean Louis Steuerman *

Começa uma nova Série Sala de Musica.

Num momento em que a erudição é cinicamente confundida com elitismo e consequentemente marginalizada, esse projeto se torna indispensável, porque revela um patrimônio artístico, cultural e emocional às nossas crianças e nossos jovens.

Esse projeto foi iniciado por João Guilherme Ripper, meu predecessor, para educar, explicar e dar acesso à maravilhosa música erudita uma nova geração.

A partir da extraordinária atuação de José António Abreu, o criador de El Sistema na Venezuela, houve uma imensa proliferação de projetos sociais em torno da música de concerto, que trouxe avanços educacionais inéditos e que são hoje replicados no mundo inteiro.

Em 2017, faremos 16 concertos didáticos com o objetivo de aproximarmos nossos jovens desse tesouro que é a música – sem dúvida, a linguagem mais sofisticada que o homem criou para descrever suas emoções.

O formato de nossos concertos busca ilustrar a diversidade instrumental e formal das obras apresentadas e localizar o contexto histórico e social de suas épocas. Esperamos apresentá-los com humor e alegria. Conseguimos a colaboração de grandes intérpretes: conjuntos e solistas internacionalmente reconhecidos, nossos mais brilhantes músicos e nossas estrelas de amanhã.

Devo dizer que esse projeto deu um trabalhão…

Agradecemos à Vivo por essa oportunidade única. Contamos com a colaboração apaixonada de Adriana Rodrigues, de toda a equipe da Sala, de professores das escolas estaduais e municipais e de organizadores de projetos sociais voltados à música.

 

“A música não é um privilégio de poucos e sim de todos”

Adriana Rodrigues **

A tradição de sensibilizar o público para música de concerto vem de longa data, assim como o assustador esnobismo exacerbado de muitos, revelado por uma simples pergunta: “você entende de música?” Várias orquestras e salas de concerto têm seu projeto de formação de plateia, cujo nome tem a pretensão de conceder ao cidadão comum tanto as maravilhas quanto as regras (nada espontâneas) das composições musicais.

O Projeto Sala de Música traz a delicadeza e a audácia da poetisa Cecília Meireles, pois, como boa e generosa anfitriã, sua proposta é começar sensibilizando o convidado antes de sua chegada, e assim como nos preparamos para desbravar terras desconhecidas ou provar novos sabores, seduzi-lo literalmente em todos os sentidos: cores, cheiros, sabores, texturas e sons.

A apaixonada equipe deste projeto – encabeçada por seu diretor Jean Louis Steuerman- faz esse trabalho divinamente. Primeiro, convidando os professores desejosos em trazer seus alunos ao encontro um mês antes para – como diria o compositor canadense Murray Schafer – uma “limpeza de ouvidos”. Para isso, nada melhor do que atividades de percepção auditiva e criação, realizadas no belíssimo Espaço Guiomar Novaes, desconstruindo os possíveis preconceitos com a música de concerto e humanizando os imortais compositores eruditos. Tudo regado com prazer e ludicidade: afinal, a música é uma expressão que pode aflorar muitos sentimentos diferentes quando se ouve, mas perceber que não é um privilégio de poucos e sim de todos é fundamental.

Com o conteúdo vivenciado nesse primeiro encontro, onde todos recebem um livreto com o programa, biografia e comentários sobre o repertório, o professor poderá se sentir mais apto a trabalhar o programa em sala de aula. Um ônibus busca os convidados em sua escola e uma apresentadora os recebe, fazendo a intermediação entre o público e os músicos com graça e sensibilidade. Nada melhor do que ser conduzido de volta à escola com o espírito alimentado de tão maravilhosa música, saboreando o apetitoso lanche ofertado pela equipe da Sala.

* Jean Louis Steuerman é pianista e diretor da Sala Cecilia Meireles

** Adriana Rodrigues é pedagoga e presidente da Fladem Brasil, Fórum Latinoamericano de Educação Musical. É a coordenadora Pedagógica do Programa Sala de Música; coautora (concepção e redação) do livreto do Programa Sala de Música junto com Francisco Didier; Professora da Capacitação do Programa Sala de Música.

PARA ENTRAR EM CONTATO COM A COORDENAÇÃO DO PROJETO: salademusica2017@gmail.com, ao cuidados de Daniela Camargo