|

Foto: divulgação

| Johann Sebastian Rio traz o barroco em dois concertos natalinos

16/12/2017 - Por Luciana Medeiros

Orquestra carioca que trabalha com diversas plataformas como video e internet celebra o final de 2017 com programas barrocos e canções natalinas

 

A proposta de temperar a musica clássica com outros gêneros, quebrando a solenidade e o engessamento dos conjuntos tradicionais, vem ganhando terreno no mundo sem fronteiras dos dias de hoje. Violinos no rock, por que não? A Johann Sebastian Rio , orquestra fundada em 2014, vem aplicando essa ideia ao seu trabalho, renovando seu repertório com misturas inusitadas e procurando criar um público mais aberto às sonoridades que se limitavam às salas de concerto. Seus 15 músicos experientes trabalham em diversas plataformas – vídeo e internet – para consolidar essa nova visão.

Johann na pista / Fofo: divulgação

Mas nesse domingo, 17, eles estarão num palco tradicional – o do Theatro Municipal do Rio – tocando um repertório barroco. São a atração do projeto Domingo a 1 Real, que começa às 11h. Já na quinta,  dia 21, estarão se apresentando no Aeroporto Tom Jobim, levando peças tradicionais de Natal (White Christmas, de Irving Berlin, é uma delas) Villa-Lobos, Handel e Bach – deste, a mais do que festejada Jesus, Alegria dos Homens.

– Essa proposta de desconstrução virou, para nós, uma coisa muito natural – avalia Felipe Prazeres, violinista e regente da Johann. – A imagem da música clássica ficou muito pesada e queremos desmistificar isso. Só que, na origem, a orquestra foi criada para contemplar o repertório barroco. Nesse domingo, voltamos a ele.

A Johann Sebastian Rio, criada com esse olhar “desprotocolar”, como define seu regente, começou já na Internet, protagonizando vídeos com olhar contemporâneo e ousado.

– E vieram convites para a gente investir na pegada diferente, em arranjos ooriginais, misturando com dramaturgia, indo de Vivaldi a Guns n’Roses – explica Felipe, que acumula diversas funções na vida musical carioca: é primeiro violino da Orquestra da URFJ e peça-chave na Petrobras Sinfônica: regente assistente de Isaac Karabtchevsky e spalla. Filho do fundador da Opes, Armando Prazeres, Felipe destaca sua participação em todos esses organismos.

– São funções de extrema responsabilidade e tenho muita sorte de estar com o público nesses conjuntos. A Opes, aliás, também vem investindo de maneira excepcional nessa nova abordagem da música. Sorte mesmo! – conclui.

Johann Sebastian Rio: http://johannsebastianrio.com/ e no Facebook: https://www.facebook.com/johannsebastianrio/

 Theatro Municipal (Domingo, 17 dezembro, 11h30)
série Domingo no Municipal – Praça Floriano s/n – Centro, Rio de Janeiro
Programa: J. S. Bach – Concerto de Brandenburgo nº 3 BWV 1048 / A. Corelli – Concerto grosso op. 6 nº 8 para uma noite de Natal / A. Vivaldi – Concerto para 2 violinos e 2 cellos RV 575 / Concerto para 4 violinos RV 580
Ingresso: R$ 1,00

Aeroporto Internacional Tom Jobim (Quinta, 21 de dezembro,17h )
Participação da soprano Lina Mendes
Entrada Franca
Programa:  A. Corelli – Concerto grosso op. 6 nº 8 para uma noite de Natal / Villa-Lobos – Prelúdio Bachianas 4 / Bach – Ária e gavotas/ Andrew Lloyd Webber – Pie Jesu / Joseph Mohr e Franz Xaver Gruber – Noite feliz / Irving Berlin – White Christmas / Bach – Jesus, alegria dos homens / Handel – Ombra mai fu