|

Dudamel / Foto LA Phil Divulgação

| Dudamel e a Filarmônica de Viena no concerto de Ano Novo

30/12/2016 - Por Equipe Tutti

Aos 35 anos, ele se torna o mais jovem dos regentes que já dirigiram a orquestra austríaca no tradicional e festivo evento da virada do ano, transmitido ao vivo para 90 países.

 

Sem dúvida nenhuma, ele é pop. O venezuelano Gustavo Dudamel assume a batuta da Filarmônica de Viena para o concerto de Ano Novo, que acontece há 75 anos no mítico Musikverein da capital austríaca. O jovem regente, que já esteve à frente da orquestra em 2007, 2011, 2012 e 2014,  regeu um longo programa com muitas valsas, polcas e marchas em peças de Johann Strauss e Franz Léhar, entre outros. O concerto foi transmitido para mais de 90 países, numa audiência  de 50 milhões de pessoas. Além da orquestra, esteve no palco o coro do Wiener Singverein, com mais de 150 anos de existência.

Dudamel deu uma entrevista sobre o evento ao jornal Diário de Notícias, de Lisboa.

A tradição   se iniciou em 1955, com Willi Boskovsky. Em 1979, com o falecimento do regente,  a Filarmônica passou a convidar nomes de todo o mundo para o pódio. Entre os mais famosos estão Herbert von Karajan (1987), Claudio Abbado (1988, 1991), Carlos Kleiber (1989, 1992), Zubin Mehta (1990, 1995, 1998, 2007, 2015), Riccardo Muti (1993, 1997, 2000, 2004) Lorin Maazel (1994, 1996, 1999, 2005), Nikolaus Harnoncourt (2001, 2003), Seiji Ozawa (2002), Mariss Jansons (2006, 2012), Georges Prêtre (2008, 2010), Daniel Barenboim (2009, 2014) e Franz Welser-Möst (2011, 2013).

O Brasil não está na lista de países que recebem a transmissão. Mas a Filarmônica de Berlim transmite ao vivo pelo seu Digital Concert Hall o concerto com Daniil Trifonov e Sir Simon Rattle nesse dia 31/12, veja aqui.  Os ingressos custam 10 euros.

 

Veja aqui trechos do Concerto de Ano novo da Filarmônica de Viena em 2014, com Daniel Barenboim à frente do conjunto.