|

ACC na Antiga Sé: natal ao som de José Maurício/ Foto: Divulgação

| Concerto de Natal celebra obra de José Maurício Nunes Garcia na quarta (20)

18/12/2017 - Por Debora Ghivelder

Associação de Canto Coral apresenta 'Matinas da Conceição" e 'Matinas de Natal" na Antiga Sé

 

José Maurício Nunes Garcia (1767-1830) foi o mais prolífico compositor de sua geração. Foi mestre de capela da Catedral do Rio de Janeiro no final do século XVIII. Seu talento agradou tanto a Dom João VI como a Pedro I. Completando as celebrações que marcaram os 250 anos de nascimento do compositor, em 2017, a Associação de Canto Coral apresenta um concerto de Natal gratuito nesta quarta (20), às 18h, na Igreja Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé, palco original das composições do músico.

O programa reúne duas grandes obras do compositor, Matinas da Conceição e Matinas de Natal, que serão apresentadas na segunda parte do concerto. A primeira parte trará Hodie Nobis Coelorum Rex; Dies Sanctificatus e o Glória da Missa em Si Bemol. Uma seleção natalina do início ao fim,  interpretada com a participação do baixo Inácio de Nonno e de Helen Heinzle (soprano), Lara Cavalcante (mezzo-soprano), Clayber Guimarães (tenor) e dos coros da ACC: Oficina, Prelúdio e Sinfônico. Os maestros serão Miguel Torres e Jésus Figueiredo estarão à frente da empreitada. Em boa parte das  obras sacras e religiosas de José Maurício, o acompanhamento se limita ao órgão. Nesta ocasião, junta-se ao grupo, para o acompanhamento por órgão, Ramon Theobald.

A maior parte da grande produção de José Maurício é sacra ou religiosa, como frisa o maestro Miguel Torres:

– Não que ele não tenha escrito obras profanas. Mas a obra religiosa é imensa, com 200 catalogadas e outras 200 ainda não. As Matinas de Natal são muito tradicionais e as apresentaremos na sequência das Matinas da Conceição e versa sobre a concepção de Jesus Cristo.

O concerto encerra o o Ciclo de Comemorações aos 250 anos de nascimento do compositor Padre José Mauricio Nunes Garcia da Associação de Canto Coral, responsável, neste período sombrio para as atividades da música clássica no Rio, uma das poucas instituições que se dedicaram a manter a memória a obra do maior compositor do período colonial brasileiro com uma série de cinco concertos, mesa-redonda e palestra. José Maurício morreu na pobreza. Sua obra e sua memória não merecem o mesmo destino.

Serviço

Associação de Canto Coral – Concertos de Natal
José Maurício Nunes Garcia – Matinas da Conceição e Matinas do Natal
Igreja Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé, Rua Sete de Setembro 14, (esquina com Primeiro de Março) Centro, Rio
20 de dezembro, 18 horas
Grátis.